Impotência aos 20 anos: Melhores Dicas e Tratamentos

A impotência sexual é uma condição que afeta majoritariamente os homens mais velhos, acima dos 50 anos de idade. Mais do que isso, sua incidência aumenta conforme o aumento da idade.

No entanto, isso não significa que ela também não possa acontecer com homens mais jovens, com 20 anos ou que estejam no início da sua vida sexual.

Para entender isso, basta compreender que a ereção precisa de uma série de fatores para acontecer, incluindo físicos e psicológicos. Por isso, todos estão sujeitos a falhas.

Mais do que isso, vale lembrar que falhar de vez em quando é normal e não caracteriza um quadro de disfunção erétil, especialmente se você é jovem. Já quando as falhas se tornam frequentes, então o problema precisa ser observado com cuidado.

Então, vamos entender um pouco mais sobre esse assunto logo a seguir.

Principais causas de impotência aos 20 anos

Comparado com os homens mais velhos, podemos dizer que apenas uma pequena minoria de jovens sofre com a impotência sexual.

Acontece que qualquer pessoa pode falhar durante a relação sexual, bastando que haja ansiedade e insegurança no momento do contato íntimo.

Até mesmo ansiedade e medo de falhar podem acabar levando o homem a não conseguir ter uma ereção satisfatória.

É importante lembrar que para que a ereção aconteça, são diversas estruturas envolvidas, desde a excitação mental até nervos, cérebro, neurônios, hormônios, sistema circulatório e muito mais.

Uma pequena falha em qualquer um desses sistemas e a ereção pode já não atingir o seu ápice.

Nos jovens, que não possuem comorbidades prévias, o maior causador da impotência sexual é justamente a ansiedade de desempenho.

Isso quer dizer que o próprio medo de falhar e decepcionar a parceira é que acaba causando a falha.

Quando isso se torna frequente, temos um quadro que é chamado de impotência sexual psicogênica.

Isso acontece mais em jovens por causa da falta de experiencia, que é justamente o que pode levar ao problema de ansiedade.

Então, se estabelece um verdadeiro círculo vicioso pois o homem sente medo de falhar, acaba falhando e isso só reforça ainda mais o seu medo para as próximas tentativas de contato íntimo.

O mais importante é contar com uma ajuda que possa oferecer o suporte necessário para que seja possível sair dessa condição.  Mais do que isso, consultar um urologista e fazer todos os exames também ajuda a descartar qualquer problema físico.

Agora você já sabe um pouco mais sobre a impotência sexual aos 20 anos de idade!

Se você sofre de impotência aos 20 anos, recomendo que acesse: alternativa naturale al viagra

Dieta Metabólica, 4 semanas para queimar gordura

Não dá para começar a falar em Dieta Metabólica se não se familiarizar primeiro com a palavra metabolismo, esse termo sinistro que obscurece nossos dias e principalmente nossas refeições, porque, sejamos claros, se nosso corpo é lento e não queima gordura, qualquer dieta que fizermos será prejudicada e só perderemos peso se abandonados sem comida e sem meios para obtê-los em uma ilha deserta no meio do mar sem limites.

O que é metabolismo

É o conjunto de reações químicas que ocorrem nas células de um organismo vivo e que contribuem para preservá-las, nutri-las e renová-las.

É dividido em catabolismo que consiste na demolição de uma molécula complexa em outra mais simples e que se finaliza na produção de energia, e em anabolismo que opera no sentido inverso sintetizando proteínas, polissacarídeos, ácidos nucléicos e lipídios, a partir de moléculas simples e queima de energia.

A molécula básica da atividade metabólica é a D-Glicose, cuja síntese completa produz uma variação na quantidade de energia dentro do organismo, permitindo acumular ou não reservas de açúcares no seu interior.

Esclarecidos esses conceitos básicos, fica claro que é necessário adotar uma dieta que vise acelerar o metabolismo, a  fim de demolir justamente essas reservas de glicose depositadas no corpo.

Entre as muitas dietas de queima de gordura que estão no horizonte, aqui está a Dieta Metabólica do Dr. Mauro Di Pasquale, ítalo-canadense, que intervém nos hábitos alimentares reduzindo drasticamente o consumo de carboidratos,  os principais responsáveis ​​pela produção das reservas energéticas do organismo, preferindo um cardápio diário à base de proteínas e gorduras.

É evidente que os hábitos alimentares do homem moderno mudaram consideravelmente nas últimas décadas, e que a ingestão maciça de carboidratos presentes em todos os produtos industrializados e, infelizmente, nos alimentos refinados que se destacam nas gôndolas dos supermercados, têm gerado transtornos e patologias, como a doença celíaca, ou a intolerância ao glúten, presente na maioria dos produtos à base de trigo e derivados.

Para emagrecer mais rápido, você pode estar usando o produto para emagrecer liposil, ele é natural e qualquer pessoa pode fazer o uso dele, se você não conhece ele, você pode acessar liposil preço e saber o preço de cada kit no site oficial.

Como funciona a dieta metabólica

É um regime rico em proteínas, no qual não há espaço para massas, pão e açúcar. Na verdade, há uma redução nos carboidratos, mas em quantidades razoáveis.

Portanto, mesmo que você seja um fabricante de macarrão inveterado, pode desistir de começar com pães, doces, biscoitos e afins e se contentar com alguns gramas de massa estritamente integral e com molho de tomate ou vegetal ou, no máximo, optar pelo macarrão com zero calorias, o Shirataki sobre o qual falamos extensivamente neste artigo.

Tudo com uma colher de chá de azeite de oliva extra virgem cru que, lembre-se, nunca deve faltar na nossa mesa, pois é rico em  ômega 3.

O regime alimentar deve ser seguido por pelo menos quatro semanas. Nos primeiros quinze dias, na chamada fase de descarga de carboidratos , os alimentos a serem consumidos são divididos da seguinte forma:

  • 40% de gordura e, portanto, carne vermelha, charcutaria, manteiga, queijos, lacticínios, azeite virgem extra
  • 30% de proteína ou carne branca, peixe, ovos, frutas secas, lentilhas, ervilhas, favas
  • 30% de carboidratos que correspondem aproximadamente a 40 gramas de massa ou 5 biscoitos.

Essa primeira fase também serve para entender se é possível diminuir ainda mais o consumo de carboidratos. Na verdade, como vamos retirar do corpo o suprimento de glicose composto de açúcares e carboidratos, é provável que nos primeiros dias nos sintamos um pouco cansados. Para eliminar o desconforto é aconselhável consumir pequenas quantidades de carboidratos ao longo do dia.

A boa notícia é que as funções metabólicas tendem a melhorar permitindo queimar gordura e consequentemente perder peso, massa muscular e tônus ​​não variam e, mais importante, não devemos estar contando calorias.

Nos quinze dias seguintes, após o primeiro período de redução drástica de açúcares e carboidratos, passamos para a fase de manutenção, também chamada de fase de carga e descarga.
Na verdade, teremos dois dias por semana, a cada semana, para fazer a carga de carboidratos e recuperar energia.

Para quem a Dieta Metabólica é indicada

Por ser uma dieta momentânea que favorece uma grande ingestão de proteínas e gorduras lipídicas, ela interfere na produção de insulina para regular os níveis de açúcar no sangue.

Portanto, não é altamente recomendado para quem sofre de diabetes, para quem tem problemas de fígado devido ao aumento dos níveis de colesterol e para quem tem problemas de evacuação devido à ingestão limitada de fibras.
Por outro lado, é indicado para quem pratica desporto a nível competitivo ou, para quem pratica fitness e escultura corporal.

Como qualquer dieta para queimar gordura que tende a drenar as reservas de energia, a Dieta Metabólica não é recomendada para mulheres grávidas.

Repetimos que, antes de se aventurar nesta nova dieta, é bom ter em mente que nenhuma dieta pode fazer milagres, se não for acompanhada de um estilo de vida saudável que inclua também um mínimo de atividade física.

Ressaltamos mais uma vez que nosso blog não pretende substituir a orientação médica, e sim oferecer apenas informações essenciais ao leitor. Seja qual for a dieta que você deseja seguir, você ainda precisa consultar um especialista.

Como perder peso com saúde e sem passar fome

Ao contrário do que muita gente pensa, para emagrecer, principalmente, sem abrir mão da saúde, e sem voltar a engordar tudo novamente, é preciso apenas investir em algumas mudanças nos hábitos e estilo de vida.

Por isso, resolvemos escrever esse artigo para mostrar como é possível perder peso sem investir em dietas radicais, sem precisar passar fome, emagrecendo de forma saudável e duradoura. Confira nossas dicas!

Pratique exercícios físicos

Perder peso é uma questão matemática, o gasto de energia tem que ser maior que as calorias ingeridas. Nesse sentido, os exercícios físicos são de extrema ajuda, desde caminhar, correr ou andar de bicicleta, são atividades que aceleram o metabolismo, aumentando a queima de calorias.

Outra dica importante é que usar um produto para emagrecer ajuda bastante, e o emagrecedor amino dtx funciona muito bem juntamente com exercícios e uma boa alimentação.

Durma bem

Estudos demonstram que pessoas cansadas tendem a sentir mais fome do que aquelas com uma boa noite de sono. Assim, se pretende emagrecer comece colocando o sono em dia.

Coma mais vezes em menor quantidade

Faça de cinco a seis refeições por dia (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia), e em menor quantidade. Não belisque entre as refeições. Invista em frutas frescas ou secas, verduras cozidas ou crus; castanhas ou nozes – alimentos com alto teor de nutrientes e grande poder de saciedade, práticos para transportar e consumir.

Beba muita água

Procure beber, no mínimo, 1,5 litro de água por dia entre as refeições, pode ser outros líquidos, como chás e sucos naturais, ajudando a melhorar o trânsito intestinal e desinchar.

Evite o álcool

O álcool, além do alto teor calórico, tem efeito tóxico na mucosa intestinal e desacelera seu metabolismo, fazendo queimar menos gordura. Por isso, se não puder evitar, ao menos, dê uma reduzida na cerveja para emagrecer  mais  rápido.

Não pule refeições

Não deixe de tomar o café da manhã, para se sentir mais disposto e não acabar comendo mais ao longo do dia. Invista em carboidratos (fonte de energia) frutas, legumes e verduras.

Evite óleos, gorduras, sal e açúcar

Troque frituras e alimentos gordurosos por preparações cozidas, assadas, grelhadas ou refogadas. Se não puder viver sem, ao menos, utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos, pois possuem alto teor gorduras saturadas (presentes em óleos e gorduras), sódio (componente básico do sal de cozinha) e açúcar livre (presente no açúcar de mesa).

Mastigue bem

Uma boa mastigação promove a sensação de saciedade, por isso, mastigue demoradamente cada alimento, para que o cérebro receba a mensagem de satisfação mais rapidamente, evitando comer em excesso.

Troque carboidratos refinados por integrais

Troque os cereais refinados, como arroz, massas, biscoitos e pão, por carboidratos integrais, como aveia, gergelim, arroz integral, batata doce, que possuem muitas fibras e ajudam a perder peso, estimulando a saciedade e o bom funcionamento do intestino.

Coma mais frutas e legumes

O indicado é comer até quatro versões de frutas e legumes por dia, que apesar de possuírem baixo valor calórico, são ótimas fontes de vitaminas, minerais, água e fibras, promovendo a saciedade.

Evite alimentos processados e industrializados

Os ingredientes contidos nesse tipo de alimento fazem com que eles geralmente sejam ricos em gorduras, sódio e açúcares, além de serem pobres em fibras, vitaminas e minerais devido à presença limitada de alimentos frescos nesses produtos, além de não promoverem a sensação de saciedade.

Prefira alimentos frescos e in natura

Alimentos in natura ou frescos são fundamentais para uma alimentação saudável, não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza, como grãos, tubérculos e raízes, legumes e verduras, frutas, leite, ovos, peixes e carnes.

Se planeje

Planejar o que comer é uma boa estratégia para comer bem e facilitar o emagrecimento. Tenha sempre a mão frutas frescas e secas ou outros alimentos in natura, para não acabar caindo na tentação dos alimentos industrializados. Se você estiver sempre de estômago cheio, com alimentos saudáveis, será bem mais fácil resistir as muitas tentações industrializadas.

 

Exercícios Para Aumentar o Pênis

Se você também está aqui, é porque deseja saber a resposta para uma grande pergunta: como é possível aumentar seu pênis naturalmente?

Os atores pornô têm até 25 cm, mas não acham que sempre tiveram essas dimensões: eles usaram o método Jelqing juntamente com gel V8 Big Size para aumentar o tamanho do pênis em vários centímetros.

Hoje vou explicar como essa técnica funciona, concebida por um especialista que manteve esses segredos bem escondidos … até agora.

Agora, o programa conta com mais de 15 mil assinantes no site oficial, homens que já alcançaram resultados surpreendentes, ficando de 8 a 10 cm a mais, de acordo com os dados divulgados na página da web.

Eu realizei esses exercícios e apliquei de maneira consistente as técnicas avançadas ilustradas no manual “A Bíblia do pênis” , combinando-as com a ingestão do V8 Big Size, um suplemento alimentar natural específico para ajudar a aumentar o tamanho do pênis.

Hoje você aprenderá passo a passo como crescer seu pênis em apenas 2 meses usando apenas as mãos, um pouco de lubrificante e 15 minutos por dia.

A maioria dos homens não está satisfeita com o tamanho do falo e procura maneiras diferentes de aumentá-lo, possivelmente com pressa, porque muitas vezes causa frustração e um sentimento de inadequação em relação ao parceiro.

Além disso, o pênis de um homem é o que define sua virilidade: é por isso que o tamanho importa! E as mulheres, mesmo que não admitam isso abertamente, são atraídas por membros grandes, vendo um pênis grande aumentar drasticamente sua libido, o desejo de ser penetrado e fazer sexo oral.

Como fazer o pênis crescer até 22 cm em apenas 2 meses!

Bem, aqui vou contar como consegui aumentar meu pênis até 22 cm, começando de uma base de apenas 14 cm e em um tempo relativamente curto, cerca de dois meses. Vou explicar passo a passo como alcançar resultados verdadeiramente surpreendentes.

Jelqing: exercícios para aumentar o pênis

Esta é a técnica natural que usei para aumentar o tamanho do meu pênis; este curso intensivo é o mais completo já criado até o momento e permitirá aumentar o membro sem nenhum risco, graças à ajuda de vídeos profissionais e detalhados que, se realizados corretamente e diariamente, permitirão obter apenas dois meses um pênis mais vigoroso e maior.

Mas primeiro quero lhe dizer que, na minha fase mais desesperada, enquanto procurava uma solução, realmente tentei de tudo, desde extensores de pênis até avaliar a possibilidade de prolongar a cirurgia.

Quando o médico me colocou diante dos riscos que isso acarreta e das várias contra-indicações, decidi voltar atrás.

10 Dicas Para Importar da china com segurança

À medida que a qualidade de seus itens melhora e os consumidores negligenciam os preconceitos, os grandes bazares chineses estão surgindo como concorrentes de cuidado para as lojas de varejo nacionais. Neste Natal, qualquer um que tenha passado por algum deles em busca de enfeites ou presentes baratos terá notado como eles estão se tornando máquinas de dinheiro real.

Em 2015, o Brasil comprou produtos da China por  23,664 milhões de reais por ano, 8,6% do total, principalmente equipamentos elétricos, têxteis e maquinário. Naturalmente, nem tudo é importado por imigrantes chineses. Cada vez mais empresas brasileiras, grandes e pequenas, abastecem seus negócios com produtos originários deste país. Segundo os especialistas,  isso não é complicado, embora recomendem tomar algumas precauções.

Uma ótima dica para quem está começando a importar é usar o site banggood para isso, o bom é que você pode usar o cupom de desconto banggood e conseguir produtos com um ótimo desconto, para você não tomar nenhum prejuízo, deixei 10 dicas abaixo:

1- Solicite amostras antes de fazer uma ordem de produção e, ao contratar o transporte, opte por grupagem. Isso consiste em compartilhar a capacidade de carga de um contêiner com outros importadores. No campo marítimo, esse tipo de carga é conhecido como transporte LCL. Quando as garantias do produto e as condições estiverem completas, será hora de contratar um contêiner completo.

2- Contratar empresas espanholas de controle de qualidade localizadas na China, que podem realizar auditorias de empresas exportadoras em condições muito melhores do que se o próprio importador se mudasse para fazer as verificações no local.

3- Vá para a China quando o produto que você deseja importar requer um grande investimento e precisa ser feito para medir. Por exemplo, se é maquinaria ou o desenvolvimento de uma coleção de móveis.

4- Garantir a operação tanto quanto possível com pagamentos por meio de carta de crédito, documento emitido pela empresa em favor de um banco para que este pague ao exportador assim que a operação for realizada corretamente.

5- Idioma, quando se trata de importar da China, não é um problema, desde que você possa falar inglês. Agora, mesmo sendo capaz de entender nesta linguagem, as interpretações duplas devem ser evitadas. Para evitar isso, deve ser confirmado que o que foi expresso foi entendido corretamente.

6- A legislação chinesa não afeta diretamente o importador. O fornecedor é responsável por colocar a mercadoria no contêiner no caso de ter negociado os preços FOB com ele (sob o modo livre a bordo, o vendedor entrega a mercadoria a bordo do navio designado pelo comprador no porto de embarque escolhido e , portanto, armazenado). A principal vantagem é que o vendedor contrata o transporte principal, por meio de um agente de carga ou um consignatário, em nome do comprador. O vendedor também realiza os procedimentos alfandegários necessários para a exportação.

7- Controlar os altos e baixos nos preços dos contêineres. Para isso, é recomendável que você trabalhe sempre com condições FOB e não-CIF (por meio dessa modalidade, o vendedor garante a cobertura ideal durante o transporte até o destino, mas não pode cobrir o transporte do porto para as instalações do comprador).

8- Os aumentos de preços praticados pelas companhias de navegação chinesas ocorrem na primeira semana do mês (são conhecidos como GRI, aumento geral da taxa ) e, em seguida, diminuem gradativamente. Portanto, para evitar o pagamento de preços caros, é aconselhável cobrar a última semana do mês.

9- É interessante aproveitar ao máximo as novas tecnologias. Por exemplo, procure fornecedores através do Alibaba, use empresas de pagamento como a Transfermate ou contrate serviços de transporte através de operadores logísticos.

10- Qualquer aspecto relacionado ao processo de importação pode ser controlado seguindo todas estas diretrizes; Todos, exceto a taxa de câmbio. Nesse sentido, o preço do euro-dólar pode fazer a diferença entre ser competitivo ou não. No entanto, mesmo nesse caso, é possível recorrer a soluções de hedge (geralmente, seguro de taxa de câmbio) que oferecem previsibilidade no preço da moeda no horizonte de tempo em que planejamos realizar a operação.

Veja mais 10 dicas no vídeo abaixo:

Clareamento dental tem contraindicações?

Para quem não sabe, o clareamento dental é um procedimento que, como o nome já diz, promove o clareamento dos dentes.

Ele pode ser realizado por meio simples como o the miracle white que é uma pasta natural para clarear os dentes ou por meios abrasivos químicos ou mecânicos que retiram as impurezas que causam alteração na cor dos dentes.

Assim, ele pode deixar os dentes mais claros e também retirar as manchas que ocorrem com o passar do tempo.

No caso dos clareamentos químicos, o procedimento é aquele realizado pelos dentistas em consultório usando géis com substâncias químicas altamente concentradas que entram em reação com o esmalte e removem as impurezas.

É comum que esses procedimentos causem ao paciente um tanto de sensibilidade, podendo ser incomodo por algum tempo.

Já os clareamentos mecânicos são aqueles em forma de pastas ou pó, que possuem partículas que vão abrasando o esmalte a fim de retirar as suas impurezas.

Nesses casos, não ocorre sensibilidade e nem é preciso cortar a ingestão de alimentos com pigmentos como no caso anterior.

No entanto, se engana quem acredita que o clareamento dental serve para branquear os dentes.

Isso porque cada dente possui o seu tom próprio, isso quer dizer que, algumas pessoas mesmo com a realização de um clareamento intenso, não vão ficar com os dentes brancos, pois esse não é o tom do seu dente.

No entanto, isso também não significa que os dentes não vão clarear, visto que no clareamento é possível conseguir uma diminuição de 3 a 4 tons na cor do dente, o que é excelente.

Clareamento dental tem contraindicações?

Ao contrário do que muita gente imagina, o clareamento dental feito em consultório usando géis químicos possui contraindicações sim, mesmo sendo uma técnica amplamente utilizada.

Justamente por isso é que, nesses casos, é importante procurar um profissional qualificado e habilitado para realizar esse procedimento.

As contraindicações do clareamento dental feito em consultórios são as seguintes:

  • Mulheres que estejam amamentando
  • Mulheres que estejam grávidas
  • Pessoas que apresentam sensibilidade dentária
  • Pessoas que apresentam irritação gengival
  • Pacientes que estejam há pouco tempo em tratamento de radioterapia ou quimioterapia
  • Pessoas que possuem muitas restaurações nos dentes
  • Pacientes com menos de 18 anos de idade

Vale lembrar, no entanto, que essas contraindicações se aplicam aos procedimentos que são feitos em consultórios, porque usam substâncias químicas fortes.

Por outro lado, existem clareadores que são em pó, feitos apenas com ingredientes naturais e esses não possuem contraindicações e podem ser utilizados por qualquer pessoa, como você pode ver no vídeo abaixo:

Motivos pelos quais você não emagrece

Cada vez mais o mundo nos cobra para termos o peso ideal, o corpo sarado, um padrão de estética estabelecido. Mas muito mais importante que todas estas coisas é a nossa saúde, nosso bem estar e sentir-se bem com o nosso peso e nosso corpo.

Mais do que podemos imaginar, existem muitas pessoas que buscam as mais variadas dietas e não conseguem um resultado satisfatório.

A cada fracasso, uma nova busca e outra vez a decepção. As tentativas frustradas vão levando ao estresse e tudo começa a desmoronar.

Se este é o seu caso, saiba que existem suplementos naturais para emagrecer como o redutizze e profissionais e grupos de apoio, que podem lhe auxiliar neste processo de emagrecimento.

Saiba também que cada pessoa é particular e você em primeiro lugar precisa descobrir como funciona seu corpo e porque você não tem sucesso (ou pelo menos não o desejado) e não consegue emagrecer

Alguns fatores podem estar influenciando neste resultado como por exemplo:

  • Estresse

Até mesmo a ideia do fracasso na dieta pode levar ao estresse extremo. Deste estado surgem vários desequilíbrios inclusive hormonais e alteração nos níveis de açúcar no sangue.

  • Não mastigar os alimentos

Você não tem ideia como mastigar bem os alimentos (deixá-los praticamente líquido) pode ajudar no processo digestivo e consequentemente na perda de peso.

  • Não dormir o suficiente

A quantidade, bem como o nível de sono (se é profundo ou muito agitado) ajudam seu organismo relaxar proporcionando assim um melhor desempenho das suas funções.

  • Você só foca na dieta

Ter foco na dieta é importante, mas mais importante é a sua saúde. Na busca do emagrecimento muitas pessoas esquecem da saúde e acabem com menos peso mas doentes.

Mantenha seu foco nas duas coisas, emagrecer com saúde. Desta forma você fará escolhas mais saudáveis que podem afinal se tornar mais que uma dieta e sim uma mudança de hábitos alimentares.

  • Você não cozinha seus alimentos

Uma das causas do aumento da obesidade é a facilidade que se encontra hoje me dia de comprar todo tipo de comida a qualquer hora. A não ser que você frequente um restaurante especializado em pratos saudáveis, é melhor você preparar sua própria comida. Pesquise e você vai se encantar com a quantidade de receitas saudáveis que vai encontrar.

  • Falta proteína

A proteína oferece uma sensação de saciedade. Além disto equilibra a quantidade de açúcar no sangue.

  • Seu fígado está lento

Quando o seu fígado não está funcionando direito, você se sente mal humorado e cansado. Uma “limpeza” pode trazer benefícios. Se deseja saber mais detalhes veja o vídeo abaixo:

 

Cigarro Pode Causar Impotência

O tabagismo é um vício adquirido que pode ser sinônimo de muito prazer para quem o adota. No entanto, já existem muitas pesquisas científicas que abordam os males que o cigarro pode causar, inclusive para a vida sexual do fumante.

Segundo a Associação Médica britânica, o cigarro pode ser um importante fator causador da impotência sexual, além de ser prejudicial para o desempenho de homens e mulheres.

No caso das mulheres, o tabagismo pode causar uma maior dificuldade de obter prazer no ato sexual, enquanto para os homens, pode causar problemas de ereção e até impotência sexual.

Já outro estudo da Masscahusetts Male Aging Study mostra que pessoas que já têm o vício por mais de 10 anos apresentam o dobro de chance de apresentar esse problema se comparado com os não-fumantes, por isso a maioria dessas pessoas estão fazendo o uso do tittanus que é um suplemento natural para impotência sexual.

De acordo com a pesquisa, tanto a lubrificação vaginal quanto a falta de ereção podem ocorrer ainda no início da dependência do cigarro.

Isso porque o cigarro possui componentes que são vasoconstritores, levando a uma diminuição do fluxo sanguíneos no corpo, incluído a região genital.

De acordo com os médicos, a ereção é um fenômeno cardiovascular que depende diretamente do fluxo de sangue para que possa acontecer.

Entendendo a relação entre tabagismo e impotência

Que o tabagismo faz mal para a saúde como um todo, a maioria das pessoas já sabe. Ele causa, principalmente, doenças cardiovasculares, incluindo o infarto e o câncer de pulmão ou de boca.

No entanto, o que muita gente ignora ainda são os potenciais efeitos do cigarro para a impotência sexual. Você sabia que chega a 85% o aumento desse risco?

Os efeitos maléficos do cigarro, por outro lado, não afetam a fertilidade, mas podem adiar a chance de uma gravidez e isso deve ser ressaltado, visto que muitas vezes o problema de impotência é confundido com o da infertilidade.

A estimativa é de que 40% dos homens com mais de 40 anos de idade sofram com a impotência e isso pode ser causado por hábitos como o tabagismo.

Com isso, o homem passa a ter uma vida sexual insatisfatória e pouco prazerosa, podendo causar outros problemas mais sérios, tal como a depressão.

Então, fique sabendo que o cigarro pode sim causar a impotência, além de muitos outros prejuízos para a sua saúde, como mostra no vídeo abaixo:

Crescimento de Cabelo em Crianças

Perda de cabelo em crianças soa estranho! Mas, na realidade, algumas crianças têm pouco crescimento de cabelo e experimentam a perda de cabelo na flor da idade.

A perda de cabelo em crianças é mais prevalente do que se imagina. A American Hair Loss Association relata que a perda de cabelo das crianças é responsável por aproximadamente 3% de todas as consultas pediátricas nos Estados Unidos.

Pode haver várias razões pelas quais as crianças tem a perda de cabelo em uma idade muito jovem. Algumas causas comuns incluem alopecia areata (perda de manchas de cabelo).

Ao mesmo tempo, há certas causas não médicas de perda de cabelo em crianças, que incluem o uso de produtos capilares contendo produtos químicos, secar os cabelos com calor, escovar vigorosamente ou escovar os cabelos molhados, e puxar o cabelo para dentro. rabos de cavalo ou tranças apertados, se por algum acaso você teve perda de cabelo e causou falhas em seu cabelo, é recomendado fazer o uso do make hair para tampar as falas do cabelo.

Apesar de lidar com a perda de cabelo das crianças pode ser um problema extremamente devastador, você pode respirar aliviado, pois existem vários remédios caseiros para o crescimento do cabelo e combate a perda de cabelo em crianças.

1. Pratique uma boa rotina de cuidados com os cabelos

Mesmo que o cabelo de seu filho pareça sedoso ou liso, praticar uma boa rotina de cuidados com os cabelos é uma obrigação ou logo você pode ter que lidar com diferentes tipos de problemas de cabelo.

Para estimular o crescimento de pelos nas crianças, comece por ensinar-lhes a importância de bons cuidados com os cabelos.

  • Lave o cabelo do seu filho suavemente, mas com um bom shampoo, 2 ou 3 vezes por semana.
  • Não use água quente para lavar o cabelo do seu filho. Use água morna ou fria.
  • Se tiver problemas para desembaraçar o cabelo do seu bebé, tente lavá-lo com menos frequência e usar menos sabão.
  • Não penteie, escove ou amarre o cabelo do seu filho quando estiver molhado. Deixe-o solto até estar completamente seco.
  • Evite usar secadores de cabelo e outros instrumentos de cabelo aquecidos.
  • Seja gentil ao escovar e não escove mais de uma vez por dia.
  • Evite tranças, tranças e penteados apertados que causam puxões excessivos.

2. Massagem com Óleo Quente

Uma massagem com óleo quente é uma das melhores maneiras de tratar a perda de cabelo em crianças.

Massagear a cabeça irá melhorar o fluxo sanguíneo no couro cabeludo e, posteriormente, melhorar o desenvolvimento de novos cabelos.

A lubrificação também ajuda a restaurar a umidade no couro cabeludo e no cabelo, o que é importante para o crescimento do cabelo.

Um estudo de 2016 publicado na Eplasty descobriu que massagear o couro cabeludo por 4 minutos a cada dia durante 24 semanas resultou em pêlos mais grossos.

Você pode usar coco, amêndoa, azeite, jojoba ou óleo de nim para massagear o couro cabeludo de seu filho. Ao usar o óleo de nim, misture uma quantidade igual de coco ou azeite de oliva nele.

  1. Aqueça o óleo de sua escolha, por isso é quente, mas não muito quente.
  2. Aplique o óleo no couro cabeludo do seu filho e massageie suavemente.
  3. Coloque uma touca de banho e deixe por 30 minutos ou até mesmo durante a noite.
  4. Lave o óleo com um xampu suave.
  5. Faça isso 2 ou 3 vezes por semana.

3. Groselha Indiano

Para promover o crescimento do cabelo em crianças, você também pode tentar groselha indiana, também conhecida como amla.

O rico conteúdo de vitamina C na groselha indiana ajuda na queda de cabelo . Além disso, o teor de caroteno e ferro ajuda a melhorar a saúde do cabelo e promover o crescimento do cabelo.

Um estudo de 2017 publicado em Medicina Complementar e Alternativa baseada em evidências relata que a amla pode promover o crescimento do cabelo e melhorar a saúde do cabelo.

  • Misture quantidades iguais de suco de limão e polpa de amla. Aplique a pasta no couro cabeludo e massageie completamente. Coloque uma touca de banho e deixe durante a noite. Lave o cabelo com xampu na manhã seguinte. Faça isso uma vez por semana para controlar a perda de cabelo.
  • Alternativamente, aqueça um pouco de óleo de coco em uma panela e cozinhe pedaços secos de amla até que estejam carbonizados. Coe e esfrie o óleo. Massageie o cabelo e o couro cabeludo de seu filho com ele. Deixe por 30 minutos. Lave o cabelo com um xampu suave. Faça isso semanalmente.
  • Além disso, dê ao seu filho uma fruta amla para comer todos os dias para desfrutar de um cabelo saudável.

4. Aloe Vera

Outro ingrediente seguro que você pode usar no cabelo do seu filho é o aloe vera.

Aloe vera contém vitaminas A, C e E, que ajudam na promoção do crescimento saudável do cabelo. Além disso, equilibra os níveis de pH do couro cabeludo e acelera o crescimento do cabelo.

Um estudo de 2010 publicado no Journal of Chemical and Pharmaceutical Research relata que o conteúdo de enzima de aloe vera previne a queda de cabelo.

Além de melhorar o crescimento do cabelo, também faz um ótimo trabalho para prevenir a caspa, hidratando o couro cabeludo.

  1. Retire o gel fresco de uma folha de aloe vera e coloque no liquidificador.
  2. Aplique o gel diretamente no couro cabeludo do seu filho.
  3. Deixe por algumas horas antes de lavar os cabelos com água morna.
  4. Repita 2 ou 3 vezes por semana.

5. Hibisco

Se você tem uma planta em seu jardim, então não há necessidade de procurar qualquer outra coisa para estimular o crescimento do cabelo de seu filho.

As folhas e flores de hibisco contêm várias propriedades naturais que ajudam a tratar a perda de cabelo e promover o crescimento do cabelo . Além disso, tem vitaminas A e C, bem como aminoácidos que são bons para o cabelo.

Um estudo de 2003 publicado no Journal of Ethnopharmacology descobriu que o extrato de folhas de hibisco, quando comparado ao extrato de flores, exibe mais potência para o crescimento do cabelo.

  1. Adicione 7 ou 8 folhas de hibisco chinês e algumas flores a 2 xícaras de óleo de coco extra virgem.
  2. Aqueça o óleo até que as folhas e as flores estejam carbonizadas.
  3. Coe o óleo e deixe esfriar.
  4. Use este óleo para massagear o couro cabeludo do seu filho antes de ir para a cama.
  5. Deixe-o ligado durante a noite.
  6. Lave o cabelo do seu filho pela manhã.
  7. Repita algumas vezes por semana.

6. Leite de Coco

O leite de coco contém vitaminas B, C e E, além de ferro e proteínas que ajudam a promover o crescimento do cabelo e a prevenir a queda de cabelo.

Também deixa os cabelos macios e adicionará volume ao cabelo do seu filho.

  1. Aplique o leite de coco recém-extraído no couro cabeludo do seu filho.
  2. Coloque uma touca de banho e deixe descansar por 30 minutos.
  3. Lave-o do cabelo da criança com água fria. Você também pode lavar o cabelo.
  4. Repita 2 ou 3 vezes por semana.

Além disso, inclua leite de coco fresco na dieta do seu filho.

7. Vinagre de cidra de maçã

O vinagre de maçã é benéfico para o crescimento do cabelo de duas maneiras.

Em primeiro lugar, este líquido levemente ácido ajuda a restaurar um estado alcalino no corpo, que por sua vez impede qualquer tipo de infecção do couro cabeludo . Em segundo lugar, o vinagre de maçã fornece os principais nutrientes para o corpo que são importantes para o crescimento do cabelo.

  1. Misture 2 colheres de sopa de vinagre de maçã cru e não filtrado e água.
  2. Aplique esta solução no couro cabeludo do seu filho e massageie por 5 minutos.
  3. Deixe por mais 5 minutos.
  4. Lavar com água, depois shampoo como de costume.
  5. Use este tratamento natural algumas vezes por mês.

8. Sementes de Feno-grego

Sementes de feno-grego são outro excelente ingrediente natural que pode ajudar a manter o cabelo do seu filho livre de problemas. Eles são ricos em proteínas, bem como lecitina, que fortalece e hidrata o cabelo.

Sementes de feno-grego também têm propriedades antibacterianas, o que ajuda a curar a caspa e qualquer tipo de infecção do couro cabeludo.

  1. Mergulhe um punhado de sementes de feno-grego na água durante a noite.
  2. Na manhã seguinte, moer as sementes de feno-grego em uma pasta.
  3. Aplique a pasta no couro cabeludo do seu filho e cubra-o com uma touca de banho.
  4. Deixe por 40 minutos, depois lave com água.
  5. Repita 2 ou 3 vezes por semana.

9. Mudanças na dieta

A dieta do seu filho desempenha um papel fundamental no crescimento do cabelo.

De fato, uma dieta pobre ou deficiências nutricionais estão ligadas à perda de cabelo e ao crescimento deficiente dos cabelos. Um 2017 estudo publicado em Dermatologia relatórios práticos e conceituais que múltiplas deficiências nutricionais podem resultar em perda de cabelo , que pode incluir proteínas e várias vitaminas. As deficiências nutricionais podem surgir devido a distúrbios genéticos, condições médicas ou práticas alimentares .

  • Certifique-se de que seu filho come alimentos ricos em vitamina A, como vegetais verde-escuros, morangos, tomates e laranjas para manter as glândulas do couro cabeludo saudáveis.
  • Dê ao seu filho a vitamina C adequada, incluindo frutas cítricas e bebidas em sua dieta para ajudar a fortalecer os cabelos.
  • Fornecer mais vitamina E, incluindo vegetais de folhas verdes, nozes e sementes na dieta do seu filho. A vitamina E melhora a qualidade do cabelo.
  • Para zinco e ferro, inclua alimentos como abóbora, melaço, aveia integral e cereais, uma variedade de carnes e folhas verdes em sua dieta.
  • Como o cabelo é feito principalmente de proteína, certifique-se de alimentar o seu filho com alimentos à base de proteína.

10. Suplementos de biotina

A biotina é uma das vitaminas do complexo B e pode promover o crescimento do cabelo em crianças.

Primeiro de tudo, a biotina contribui para a criação de queratina, que é a proteína do seu cabelo. Em segundo lugar, fornece nutrientes fundamentais para o desenvolvimento de novos cabelos.

Quando tomado como um suplemento diário, a biotina ajuda a regenerar o cabelo perdido e a restaurar os nutrientes necessários no corpo.

No entanto, antes de dar suplementos ao seu filho, consulte seu pediatra.

Além disso, inclua alimentos ricos em biotina na dieta do seu filho, como ovos, iogurte, amêndoas, nozes, legumes, grãos integrais, leite e carne.

Você também pode usar xampus e condicionadores fortificados com biotina.

Dicas Adicionais

  • Não torça, esfregue ou puxe compulsivamente o cabelo do seu filho. Pare seu filho se ele ou ela tem esse hábito.
  • Ensine seu filho a manusear os cabelos delicadamente ao lavá -lo e escová-lo.
  • Use um pente de dentes largos para pentear o cabelo para ajudar a evitar arrancar o cabelo.
  • Evite tratamentos agressivos, como rolos quentes e ferros ondulados.
  • Evite medicamentos e suplementos que possam causar perda de cabelo.
  • Proteja o cabelo do seu filho da luz solar e de outras fontes de luz ultravioleta.
  • Se o seu filho sofrer perda de cabelo devido a alguma causa médica subjacente ou tratamento, diga ao seu filho que ele é bonito e que a perda de cabelo não é nada para se envergonhar.

Gorduras Saudáveis VS Gorduras Ruins

A gordura dietética é um nutriente essencial que nosso corpo precisa para funcionar adequadamente. Além de fornecer energia, as gorduras ajudam a manter a temperatura corporal, isolam órgãos vitais e absorvem muitas vitaminas e minerais. 

Mas as notícias sobre gorduras na dieta podem ser confusas. Às vezes parece que as diretrizes sobre gorduras boas versus gorduras ruins – ou quanto de gordura devemos consumir – mudam a cada dia.

Quando se trata de fazer escolhas alimentares saudáveis ​​sobre gordura, o primeiro passo é entender os diferentes tipos de gorduras na dieta.Tipos de gordura dietética

Nossas dietas contêm quatro tipos principais de gordura:

Gorduras saturadas ocorrem naturalmente em muitos alimentos. Eles são freqüentemente chamados de gorduras sólidas porque geralmente são sólidas à temperatura ambiente. A maioria vem de fontes animais, mas alguns óleos vegetais são ricos em gordura saturada.

Alimentos que contêm gordura saturada incluem:

  • Carne
  • Carne de porco
  • Aves com pele
  • Cordeiro
  • Creme
  • manteiga
  • Banha
  • Queijo
  • Leite (inteiro, 2%)
  • Sorvete
  • Assados
  • Comidas fritas
  • azeite de dendê
  • Óleo de côco

As gorduras trans ocorrem naturalmente em alguns alimentos, mas a maioria é encontrada em alimentos processados. As gorduras trans artificiais são feitas quando o hidrogênio é adicionado aos óleos vegetais para torná-los mais sólidos. O processo é chamado hidrogenação parcial.

Alguns fornecedores de alimentos usam gorduras trans porque são fáceis de trabalhar, baratas e duradouras. As gorduras trans também dão aos alimentos um sabor e uma textura desejáveis. Cadeias de fast-food usam óleos com gorduras trans em fritadeiras porque o óleo pode ser usado repetidas vezes.

Nem sempre é fácil saber se um alimento embalado contém gorduras trans . Os painéis de informações nutricionais podem listar os alimentos como contendo “0 gramas de gorduras trans ”, desde que contenham menos de 0,5 grama de gorduras trans por porção. Mas você pode identificar gorduras trans procurando por “óleos parcialmente hidrogenados” na lista de ingredientes. Qualquer alimento embalado que contenha óleos parcialmente hidrogenados contém gorduras trans .

Alimentos que contêm gorduras trans incluem:

  • Comidas fritas
  • Donuts
  • Assados
  • Bolos
  • Crostas de torta
  • biscoitos
  • Pizza congelada
  • Biscoitos
  • Biscoitos
  • Pipoca de microondas
  • Margarinas
  • Icings

As gorduras insaturadas são geralmente líquidas à temperatura ambiente, mas começam a ficar sólidas quando geladas. Existem dois tipos de gordura insaturada:

As gorduras monoinsaturadas são encontradas em uma variedade de alimentos e óleos vegetais, incluindo:

  • Azeite
  • Óleo de canola
  • Óleo de amendoim
  • Óleo de cártamo
  • Óleo de gergelim
  • Abacates
  • Manteiga de amendoim
  • Nozes e sementes

As gorduras poliinsaturadas são encontradas principalmente em alimentos e óleos vegetais, incluindo:

  • Soja e óleo de soja
  • Óleo de milho
  • Óleo de girassol
  • Nozes
  • Sementes de girassol
  • tofu

Qual é a ingestão diária recomendada de gordura?

Para adultos saudáveis, a American Heart Association recomenda limitar a gordura da dieta a não mais que 20 a 35% do total de calorias diárias . Por exemplo, se você ingerir 2.000 calorias por dia, entre 400 e 700 calorias podem ser provenientes de gordura alimentar – ou cerca de 44 a 78 gramas de gordura por dia.Quanta gordura saturada por dia?

Comer alimentos que contenham gorduras saturadas pode aumentar o colesterol “ruim” (LDL) e aumentar o risco de doenças cardíacas e derrames. É por isso que a American Heart Association incentiva adultos saudáveis ​​a limitar as gorduras saturadas e a escolher opções mais saudáveis.

As Diretrizes Dietéticas para Americanos 2015-2020 publicadas pelos Departamentos de Agricultura, Saúde e Serviços Humanos dos EUA recomendam consumir menos de 10% das calorias por dia das gorduras saturadas . Se você comer 2.000 calorias por dia, isso significa 200 calorias – ou cerca de 22 gramas de gordura saturada por dia.

No entanto, se seu médico recomendou que você reduza seu colesterol, a American Heart Association sugere limitar ainda mais sua ingestão de gordura saturada a 5 a 6 por cento das calorias por dia . Se você comer 2.000 calorias por dia, isso significa 120 calorias – ou cerca de 13 gramas de gordura saturada por dia.Quanta gordura trans por dia?

Comer gorduras trans pode aumentar o colesterol “ruim” (LDL) e diminuir o colesterol “bom” (HDL). As gorduras trans também estão associadas a um risco maior de desenvolver doenças cardíacas, derrame e diabetes tipo 2. Além disso, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA determinou que os óleos parcialmente hidrogenados não são mais geralmente reconhecidos como seguros (GRAS) na alimentação humana.

Para reduzir as gorduras trans em sua dieta, a American Heart Association recomenda reduzir os alimentos que contêm óleos vegetais parcialmente hidrogenados e preparar carnes magras e aves sem adição de gorduras trans .Limitação de gorduras saturadas e gorduras trans

Consumidos com moderação, gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas podem ter um efeito benéfico no coração e melhorar o colesterol “bom” (HDL). A chave é substituir as gorduras saturadas e gorduras trans em sua dieta por alimentos mais ricos em gorduras insaturadas.

Use o rótulo de informações nutricionais para descobrir a quantidade de gordura nos alimentos que você ingere. As etiquetas mostram a quantidade de gordura total, gordura saturada e gordura trans em uma porção.

Alimentos que são ricos em gordura geralmente contêm uma combinação de ácidos graxos, por isso pode ser difícil eliminar apenas um tipo de gordura da sua dieta. Seguindo essas dicas da American Heart Association e da Mayo Clinic, você pode reduzir as gorduras “ruins” e adicionar mais gorduras “boas” à sua dieta:

  • Coma mais frutas, legumes, grãos integrais, laticínios com baixo teor de gordura e nozes.
  • Coma pelo menos duas porções de peixe por semana. Salmão, cavala, arenque, truta do lago, sardinha e atum albacora são boas fontes de ácidos graxos ômega-3 essenciais . (Uma porção é cerca de 3,5 onças de peixe cozido.) No entanto, as crianças e mulheres grávidas devem fazer escolhas informadas quando se trata de peixe que é saudável e seguro para comer.
  • Use óleos vegetais naturais, como canola, cártamo, girassol e azeite.
  • Beba leite sem gordura (desnatado) ou com pouca gordura (1%) em vez de 2% ou leite integral.
  • Coma carne de aves sem pele e cortes magros de carne e evite carnes vermelhas e cortes de carne com gordura visível.
  • Adicione o queijo com baixo teor de gordura à pizza caseira, massas e pratos mistos.
  • Em receitas, use iogurte natural com baixo teor de gordura em vez de creme ou creme azedo.
  • Use margarina macia (líquido ou variedades de banheira) em vez de manteiga ou formas mais duras de margarina.
  • Use curativos à base de óleo e espalhe sobre os alimentos em vez de manteiga, margarina ou queijo cremoso.
  • Escolha alimentos processados ​​feitos com óleos vegetais não hidrogenados e evite alimentos feitos com óleos parcialmente hidrogenados ou hidrogenados.
  • Procure por “0 g trans gorduras” nos rótulos dos fatos nutricionais e não há óleos hidrogenados na lista de ingredientes.
  • Limite de alimentos e bebidas açucarados.
  • Evite assados ​​feitos com óleos vegetais encurtados ou parcialmente hidrogenados (donuts, biscoitos, bolachas, muffins, tortas, bolos).
  • Cortar em frituras (batatas fritas, frango frito).